Não precisamos enfeitar Jesus.

>> quarta-feira, 28 de abril de 2010

'
Texto tirado de morraparasi , ACESSEM !


Ele só não é bonito o bastante?


Dança, boa música, teatros, balões coloridos, roupas esvoaçantes, tardes de "louvorzão", camisetas "góeishpel", campanhas de todos os tipos, videoclipes com gente sorridente e alegre, festival de vários tipos de arte, festa anos 60-70-80-90, baladas "góeshpel", "cristãos RADICAIS" ooh...
Olho pra isso tudo e me pergunto: até quando vamos enfeitar Jesus, tentando torná-lo mais "atrativo", numa tentativa frustrada cativar as pessoas?



Paremos um instante e pensemos sobre JESUS. Quem é Jesus?
Jesus é o homem mais santo e sábio que a Terra já viu e jamais verá outro igual. Jesus doou a vida em favor de nós, renunciou a sua Vida no céu, e toda Sua glória ao lado do Pai, para ser humilhado, rejeitado, traído, em favor de quem nunca mereceu e jamais merecerá tudo o que Ele fez - eu, você, todo mundo. Ele é a "parcela" da Trindade a quem coube entender os humanos por ser um deles. E não apenas isso: Esse Jesus, por Deus Pai, foi feito Cristo. Além de ser humilhado, rejeitado, traído, Ele foi crucificado, levando nas Suas chagas toda nossa culpa, pecado, peso, cadeias, amarras, enfermidades, ódio, prisão. E depois de tudo isso, depois de se tornar Cristo, voltou para o Pai, tendo cumprido Sua parte E MAIS: enviado o Espírito Santo em Seu lugar, para que nós sejamos Jesus. Quer ver como?
Jesus é cem por cento Deus e cem por cento homem. Nós somos cem por cento humanos - entre corpo, alma e espírito, mas somos cem por cento homem.
Já o Espírito Santo é cem por cento Deus. Ele é o Espírito de Deus, que ressucitou a Jesus dos mortos. Ele estava lá. Agora está aqui.
Então, se estamos com o Espírito Santo, somos cem por cento homem e cem por cento Deus, pois o Espírito quando habita em nós, é um conosco, para que sejamos ao mesmo tempo um com Deus e um com os irmãos.
Igual a quem? A Jesus!
Ok então. Somos Jesus.
Agora só falta ser Cristo.
CRISTO é o que Jesus se tornou cumprindo Seu propósito. A Palavra diz que Deus Pai O FEZ Cristo, e não que Ele já nasceu Cristo. Mas, para isso, ele teve de viver como Jesus - sem pecado, os atributos de Jesus acima citados, e vários outros. Sendo Cristo, e sendo Jesus, Jesus Cristo morreu de dar a vida por amor, esvaziando-se até a morte.
Cristo é o Jesus que morreu na cruz do calvário, por mim, por você, pelos crente style e pelas prostitutas da esquina do lado da sua casa.


Uau.


Precisa mais do que isso? Será que precisamos "vender Jesus" com um monte de lacinhos e fitas e dancinhas e musiquinhas alegres e coisas coloridas em volta? Ele por Ele mesmo, não é o bastante? Salvação não é o bastante pra você amar a Jesus? Será que amariamos a Jesus se le não nos tivesse curado ou dado uma benção específica em um dado momento de nossas vidas?
Jesus não tem obrigação nenhuma de te curar, assim como Cristo não tinha OBRIGAÇÃO nenhuma de morrer por você e te livrar do pecado e da culpa, então vamos parar de dizer a Jesus Cristo o que Ele tem que fazer ou deixar de fazer.


Não estou dizendo que devemos nos fechar em casulos e não fazer mais eventos, não fazer mais nenhum tipo de arte, não fazer mais coisas pra chamar a atenção das pessoas... mas esse não pode ser o fundamento! O fundamento deve ser a Palavra e a essência da vida de Cristo, NÃO ou "louvorzões" ou coisas do gênero. Nada disso vale a pena se não for genuíno. Não pode ser uma programação apenas, e é isso que temos visto. Fervo, e fim.


Na boa, você pode ser "crente style", usar camisetas goeshpél, escrever "Jesus" "Cristo" no bico do seu All Star e sair causando por aí. Mas saiba: isso não quer dizer absolutamente nada se seu coração não estiver em constante tratamento, arrependimento, mudança.
Eu demorei pra entender isso. Pensava que ser "crente style", além de ser zuuuperr cool, era o máximo da espiritualidade. Ah não, além disso eu tinha que ser DO FOGO, sapatear, orar alto, e receber profecias (ou profetadas?) sempre que tinha um pregador diferente a igreja. Mas graças a Deus pelo bendito Espírito Santo, que poe a gente no fogo DELE pra nos tratar. Ele, que arranca nosso EU e esfrega no nosso nariz pra gente ver como ele fede, pra podermos nos arrepender genuinamente e dizer
PAI, EU NÃO SEI NADA!


Querido, entenda. Não é só pq você carrega uma Bíblia por onde quer que vá e escreve I S2 JESUS no seu twitter que você está salvo.


Temos que apresentar JESUS às pessoas. E não um monte de coisas que a igreja cria pra tentar trazer as pessoas para a igreja.
Trazer pessoas para A IGREJA ou para JESUS?
Quando a gente vem pra igreja, se torna "crente", "evangélico", etc. Quando viemos para Jesus, nos tornamos Cristo como Ele.


Se mata.

6 comentários:

Paula ϟ 28 de abril de 2010 17:44  

Eu estava pensando ontem mesmo sobre vir para "a igreja" e vir para Jesus, quando as mulheres da célula não paravam de falar de chamar não-sei-quem para "ir à igreja". Eu não digo que sou evangélica, porque digamos que ultimamente este termo não significa nada, a despeito de maus exemplos que certas pessoas dão. Eu digo que sou cristã, porque é isso que a gente tem que ser. Não adianta ser só "evangélico", se você não quer o Cristo do Evangelho.

A respeito de eventos e manifestações artísticas, creio que os dons são dados por Deus e não devemos enterrá-los, e acredito que são importantes pra manter uma "comunicação externa", porque hoje em dia ainda têm pessoas que nunca ouviram falar de Jesus, mas têm pessoas que ouvem e não ligam se é a coisa mais importante que elas ouvirão na vida. E eu digo isso por experiência própria.
Quantas vezes eu não vivi juntamente com minha família em "círculos cristãos" que pregavam exatamente que Jesus era a única coisa importante, que acabavam se achando melhores do que aqueles que realizam diversas atividades de evangelismo, eventos, e tudo o mais. E aí, o que acontecia? Ninguém evangelizava ninguém.
Por quê? Porque achavam que a revelação que eles tinham era tão preciosa, que não "merecia" ser passada para meros mortais.
Ora, ora. Não somos imortais nesta vida.
Se tem quem não pense em galardão, paciência. Eu ligo pra isso.

Enfim, devemos analisar os dois lados da moeda. Só não podemos ser mornos.
Devemos ACIMA DE TUDO amar ao Senhor. E o amor é espontâneo! Não tem nada a ver com racionalidade, ciência, questionamento humano.
É o que é.

abraao stephanes 28 de abril de 2010 18:14  

esse post falou muito comigo mano ...
tipo , por muito tempo eu não tinha o caráter de Cristo ! eu era o pior de todos ... pois conhecia a verdade , porem não andava de acordo com a verdade , pois eu andava , digamos assim "me enfeitando" para os outros verem que eu sou evangélico , e que não sou careta ! porém eu estava errado , pois é o Espírito Santo que tem
que fazer a diferença , e não meus "enfeites"
hoje pela graça de Deus , e por pessoas que Ele tem levantado pra me ajudar a entender a mensagem da cruz , hoje eu vejo que pra mim a mensagem da cruz é suficiente , suficiente pra um mendigo chegar em um empresario e leva-lo ao arrependimento atravez dela !
e hoje ouvi uma frase muito interessante e verdadeira , que diz assim:
"Nenhum homem cheio de si pode pregar sobre um Deus que se esvaziou"

então é isso aí , temos que levar o povo a Cristo !

se mata ! fikdik.

Analú Rei 29 de abril de 2010 10:36  

SUMEMO \o/ Paula, eu concordo com você. Tanto que uma das coisas que eu creio que Deus está me levando a usar como arma de evangelismo é a arte. Mas a arte pela arte eu fazia no teatro secular, e ainda ganhava dinheiro saca. Festas? Ok vamos fazer uma festa bacana, chamar uma galera, danças freneticamente MAS isso é uma coisa... extra. Um plus, não o foco. E tem sim um bando de gente dentro das igrejas fazendo SÓ ISSO. Não tem arrependimento nos cultos, não tem entrega, não tem morte nenhuma... qual o proposito? Diversão. E mano, o evangelho pode ser muita coisa, mas não é divertido. Não vamos tentar tornar a mensagem da cruz divertira, pq ela NÃO É! A mensagem da cruz arde nos olhos, a mensagem da cruz te mata por dentro e te faz querer chorar. Nós humanos "precisamos" nos divertir, nos alegrar, e isso é bíblico inclusive, mas esse definitivamente NÃO É O FOCO.

ou ié.

Paula ϟ 29 de abril de 2010 12:57  

É, a arte pela arte e diversão também não dá.
Como eu quis dizer ali em cima, "evangélicos" fazem muitas coisas só por fazer, e às vezes seria melhor que nem o fizessem. Creio que é preciso ter Discernimento. Difícil? E como! Ultimamente pouca gente tem discernimento pra fazer qualquer coisa. Então o FAZER torna-se extremamente desnecessário se não souber discernir. Pensando assim, QUALQUER COISA feita num ambiente cristão deve ser discutível. Não só eventos e toda essa parada aê. E seguindo o raciocínio, então nem nós precisamos ser enfeitados.

daniel@gmail.com.br 5 de maio de 2010 22:17  

Boom eu acredito que Jesus muda o coração Não o estilo . Eu coomo uma jovem tradicional , Não precise realmente "enfeiitar Jesus" Porém sou uma jovem estravagante . Entao Nãõ seria enfeitar seria Me alegrar na Presença do senhor, dentro Do meu estilo ! acredito ki tenha que haver mudança. entrega . Mas o muindo é atraente . Posso fugir do mundo sem lembrar com saudade de todas as armadilhas ki me atraiam para laa. Poois dentro da igreja tenho meio de chamar atençãso como evangelizar

André Belletti Romero 6 de junho de 2010 09:21  

Não precisamos enfeitar Jesus, mas precisamos falar sobre Ele na linguagem ideal do publico a ser alcançado. Tudo que for feito nas igrejas, nos louvorzões, nos shows de bandas cristãs tenque ser para glória de Deus. Mostrando claramente a diferença de ser Filho de Deus.

Filipenses 2:14 à 16 - Façam tudo sem queixas nem discussões, para que venham a tornar-se puros e irrepreensíveis, filhos de Deus inculpáveis no meio de uma geração corrompida e depravada, na qual vocês brilham como estrelas no universo, retendo firmemente a palavra da vida. Assim, no dia de Cristo eu me orgulharei de não ter corrido nem me esforçado inutilmente.

Postar um comentário

  © Blogger template Simple n' Sweet by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP